Você sabe realmente o que é Zona de Conforto?
Zona de Conforto pode ser representada por uma série de comportamentos que adotamos por hábito, por costume. As pessoas que estão em uma Zona de Conforto estão perfeitamente acomodadas à sua rotina, são pessoas que não se arriscam e aceitam as coisas como elas estão, mesmo não estando felizes onde estão, ou com o que conquistaram.

Você muitas vezes pode ter parado e pensado: Preciso fazer algo com minha vida, preciso urgente emagrecer, preciso cuidar da saúde, preciso sair desse relacionamento, preciso ganhar dinheiro, preciso gastar menos, preciso isso ou preciso aquilo.

Parece soar muito forte para você, se eu te disser que isso demonstra que estás prisioneiro de você mesmo? Você pode estar prisioneiro ou prisioneira da sua Zona de Conforto.
Você conseguiria analisar e listar alguns pontos sobre essa possível zona de conforto?
Qual é sua real Zona de Conforto? Pode ser seu emprego, seu negócio, sua relação, sua preguiça etc.

Para entender melhor o conceito de prisão imagine-se na seguinte situação:

Imagine-se dentro de uma prisão real, imagine que nessa prisão tem uma cela cercada de grades, e que ali é a sua zona de conforto, é ali que você se sente seguro, é onde você consegue trabalhar fácil, onde você tenta desenvolver seus projetos, onde você tem aquela relação morna, onde consegue satisfazer-se mais ou menos, onde acreditas que vives realmente! Pensou?

E seu eu te dissesse que existe um mundo inexplorado aqui fora, um espaço novo onde você pode buscar novas experiências, novas relações e principalmente novas emoções?

Vou fazer um desafio a você, vamos começar fazendo uma pergunta sincera sobre você mesma(o).

Pare um instante, olhe para suas mãos, olhe ao seu redor, se tiver um espelho olhe para ele, e faça a seguinte pergunta:

O QUE EU VIM FAZER NESTE MUNDO? Vamos reforçar essa pergunta, pergunte novamente a você mesmo(a). O QUE EU VIM FAZER NESTE MUNDO?

Algumas pessoas poderão ter a resposta na ponta língua, outras não saberão responder, outra ficarão paralisadas, poderão rir e até mesmo poderão chorar.

Um dos primeiros passos para sairmos dessa prisão que é a zona de conforto, é sabermos quem somos realmente neste mundo, qual é nosso real valor para o SISTEMA que vivemos.

Essa resposta pode e deve ser diferente para pessoas diferentes, mas o sentido muitas vezes é o mesmo, ou seja: É quase 100% certo que você não esteja contente com algo em sua vida, costumo conversar com minha esposa que em um passado não muito distante em nossas vidas, nós estávamos amarrados em uma cadeira de plástico, esse era nosso sentimento de prisão. Muitas vezes sabemos que conseguimos nos libertar, muitas vezes temos certeza da necessidade em nos libertar, mas acabamos colocando a Zona de Conforto como uma Zona Segura em nossas vidas, ledo engano! A Zona de Conforto tem uma falsa sensação de segurança, ela deixa você acreditar que você já chegou em seu limite de evolução, em seu limite de capacidade, mas isso é mentira! Essa crença Negativa, essa crença limitadora nos aprisiona, nos coloca de joelhos e com a sensação de que ao pisar sobre a faixa de segurança seremos atropelados. Pois bem, muitas vezes precisamos ser atropelados, muitas vezes precisamos ser chacoalhados em várias situações, é neste momento que começamos a perceber que a Zona de Conforto é um cativeiro interior.

Conheço pessoas que viveram toda sua vida presa em seus trabalhos, outras presas em seus relacionamentos, sabiam que não estavam felizes, sabiam que algo precisava ser feito e mesmo assim continuavam infelizes.
O que acontece é que prisioneiros tendem a perder a esperança, tendem a crer que aquilo que estão a viver seja o melhor que terão, acabam por envelhecer com as mesmas necessidades, traumas e medos.

Faça uma reflexão sobre você, sobre sua vida, seja individualista, nada acontecerá se você não estiver bem. E caso você acredite passar por situações como as descritas acima, é momento de sair da sua zona de conforto, é momento de sair dessa prisão sem grades, é momento de soltar a corda invisível que te prende a essa cadeira de plástico.

Dica: Todas sem exceção, todas as pessoas bem-sucedidas e felizes sabem que a segurança da Zona de Conforto é uma ilusão. Passar um tempo fora do comodismo fará você se sentir vivo como nunca antes.

A melhor notícia de todas, é que todo ser Humano tem o poder se ser, estar ou fazer o que quiser, você pode estar na Zona de Conforto hoje, mas se realmente quiser com todas as suas forças, amanhã poderá não estar. Você é dono da sua Felicidade!

Para chegar aonde a maioria não chega, é preciso fazer o que a maioria não faz..”

Vamos sair dessa Prisão? Dessa Zona de Conforto?

Para finalizar vou te deixar algumas dicas que julgo ser interessantes na caminhada para fora dessa prisão mental.

Uma das dicas mais importantes e você poderá fazê-la todos os dias é:

Faça algo que você nunca fez antes.

Bata palmas na casa daquele vizinho que você somente vê entrando e saindo e nunca foi conversar com ele, apresente-se e diga que está ali caso precise.

Aprenda a tocar algum instrumento musical, aprenda a falar outro idioma, escreva sobre tudo que você pensa ou planeja para os próximos anos, frequente alguma comunidade ou associação de ajuda humanitária, ajudar pessoas estranhas é uma das melhores sensações que o ser Humano pode sentir, escreva um livro, pratique alguma atividade física. Faça algo novo por uma semana e depois mude novamente sua atividade, altere o trajeto que você usa todos os dias. Você poderá fazê-lo só ou com sua família, convide-os mas lembre-se que não são obrigados a te acompanhar, esse processo todo é seu.

Proponha algo novo para as pessoas que te cercam,

Seja no trabalho, em casa, na faculdade ou entre amigos, sugira algo diferente e não tenha medo de a ideia ser rejeitada.

Falar em Público é uma ótima alternativa, se você não tem o costume de dar sua opinião, desafie-se a falar. Durante uma reunião de trabalho, na aula da faculdade ou na mesa do bar. Faça uma pergunta pertinente, comente o assunto e dê a sua opinião. Saia literalmente da sua rotina, no restaurante ou barzinho que frequente, peça alguma bebida que você nunca tomou antes, peça um prato que você jamais tenha experimentado, saia da sua linha de costumes.

Conheça locais que você não tem o hábito de frequentar, faça uma aula de dança, um curso que você jamais faria, teatro, música, culinária etc. Você aprenderá algo novo e ainda terá a oportunidade de conhecer pessoas.

Conheça novas pessoas, isso é fundamental, compartilhar experiências, aprender e acima de tudo sentir as energias das pessoas, você irá com o tempo perceber que todos tem problemas, uns mais e outros menos, e grande maioria também está presa nesta prisão invisível.

Experimente puxar assunto com alguém quem você nunca conversou, se esse alguém não lhe der atenção vá para outra pessoa. Interesse-se pelo assunto, converse com os idosos eles são fonte latente de experiências, e se tiver alguém da família que você não conversa há tempos esse é o momento, deixe o orgulho de lado, esse sentimento é ferrugem nas engrenagens da alma. Você também pode fazer isso com o atendente de uma loja, um mendigo, o motorista do táxi, a pessoa que sentou ao seu lado no ônibus. Você logo perceberá que pode aprender um pouco com cada pessoa com quem você se relaciona.

Seduza-se mais.

Sabe aquela relação que você sempre desejou mas por medo achava que jamais conseguiria? Pois é! Ela é real, as pessoas são reais, o que falta é um passo a frente. Aprenda a gostar de você, aprenda a seduzir você mesmo(a), lembre-se você é o ator principal desse filme que se chama Sua Vida. Comece a se amar, ninguém poderá te amar e te desejar se você mesmo(a) não fizer isso contigo.

Ame-se e verás que as cores ficarão mais nítidas e as pessoas perceberão que algo aconteceu contigo.

Liberte-se dessa Prisão que Você mesmo construiu, saia daí agora, saia dessa Zona de Conforto que pouco ou nada cresce e venha descobrir o que o Universo tem para te presentear, desejo que você seja inundado de felicidades e realizações.

Quer saber qual seria a resposta ideal para aquela pergunta? Lembra?

O QUE EU VIM FAZER NESTE MUNDO? A Resposta ideal é: SER FELIZ

Comentários do Facebook