Presidente da Croácia faz sucesso misturada com torcedores na Copa com ingressos pagos por ela mesma

Presidente da Croácia faz sucesso misturada com torcedores na Copa com ingressos pagos por ela mesma

Após a Croácia eliminar nos pênaltis a anfitriã da Copa, a Rússia, no sábado, conquistando uma vaga para a semifinal desta quarta contra a Inglaterra, jogadores e membros da comissão técnica do país foram vistos celebrando, aos pulos, com uma mulher.

Loira, bonita, vestida de calça vermelha e camisa da seleção, engrossando o coro que cantava um verso patriótico (‘chame, apenas chame/todos os falcões /eles darão a vida por você’, em tradução livre), ela se destacava nas imagens compartilhadas na internet.

Mas o que muitos não imaginariam, é que se tratava da chefe de Estado do país, a presidente Kolinda Grabar-Kitarovic, de 50 anos.

É justamente o jeito despojado da mandatária, a primeira mulher a comandar a Croácia, que tem chamado a atenção de quem está acompanhando a Copa da Rússia.

Kolinda é uma das autoridades presentes aos jogos que mais atraíram comentários nas redes sociais – justamente por se portar como uma torcedora comum.

A mandatária tirou dias de folga – devidamente descontados de seu salário – para acompanhar algumas partidas da Croácia no Mundial. E, já que não viajou a trabalho, viajou para a Rússia assim como a maioria dos torcedores estrangeiros: em um voo comercial.

A própria Kolinda compartilhou a imagem em que aparece no avião ao lado de vários torcedores, com a legenda “vamos para a vitória”. Ela estava a caminho de Nizhny Novgorod para assistir à partida entre Croácia e Dinamarca, em 1º de julho.

Um dos torcedores no mesmo voo comentou o fato à agência de notícias Tass, da Rússia: “Ela gosta do esporte, e o que ela está fazendo é algo normal para um presidente. Ela pegou um voo com pessoas comuns, cumprimentou a todos. Eu gosto disso. Somos um país pequeno, mas é como um time.”

Na partida contra a Rússia, em Sochi, pelas quartas de final da competição, Kolinda foi identificada nas arquibancadas e levada para a tribuna de honra da Fifa.

Lá, assistiu ao jogo ao lado do primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, e não deixou de comemorar quando a seleção croata passou à frente da Rússia por alguns minutos no placar durante a prorrogação. O vídeo de sua celebração viralizou. Ela também aparece comemorando um gol no estilo “toca aqui”, batendo mão com mão com o presidente da federação croata de futebol, o ex-jogador e artilheiro da Copa de 98, Davor Suker.

Quem é ela

Descrita como populista conservadora, Kolinda Grabar-Kitarovic, do partido União Democrática Croata (HDZ), foi eleita a primeira mandatária mulher do país em 2015, no segundo turno das eleições gerais, ao derrotar o candidato social-democrata e então presidente croata, Ivo Josipovic, com 50,54% dos votos.

Dois anos antes, em 2013, a Croácia, país de 4,1 milhões de habitantes (segundo o Banco Mundial) que declarou independência da antiga Iugoslávia em 1991, havia entrado para a União Europeia.

Antes de se tornar presidente, Kolinda seguia carreira diplomática. Ela foi embaixadora da Croácia em Washington entre 2008 e 2011, ministra para Integração Europeia e ministra das Relações Exteriores.

A presidente é casada e tem um casal de filhos adolescentes.

Considerada da ala moderada de seu partido, a política católica declarou durante sua campanha, em 2014, que daria o seu apoio caso um dos filhos se assumisse como homossexual. Ela também disse que autorizaria o uso medicinal da maconha e que a decisão de fazer um aborto cabe à mulher.

Via G1

fator37

Post Relacionado
Deixe um Comentário