Vejo todos os dias pessoas sofrendo, doentes e com traumas gigantes nos relacionamentos, algumas foram abandonadas ou se abandonaram, outras ainda estão amarradas com o fio invisível da escravidão em suas relações.

Existem pessoas que, caso tenham que ficar sozinhas, seria como uma facada em seu órgão pulsante existe ainda pessoas que são escravas de seus próprios sentimentos. Você jamais será feliz de fato com alguém, se não conseguir ser feliz consigo mesmo(a), a felicidade precisa ser cultivada em seu interior e não sobre outras pessoas, muitas vezes amamos, gostamos ou achamos que sentimos algo por pessoas que acabam nos enforcando.

A única solução para libertar-se dessa prisão invisível chama-se amor próprio.
Os consultórios terapêuticos pelo mundo estão abarrotados de pessoas a procura de receitas magicas para seu sofrimento. Muitas delas buscam o conforto em medicamentos para dormir, medicamentos esses que os tornam dependentes, haja visto que o hábito de depender de algo já é uma rotina.

Por outro lado, pessoas que conseguiram se livrar dos pesos “mortos” que carregavam, hoje são pessoas com brilho, com a felicidade estampada nos olhos. Conseguir essa liberdade, seja ela de um relacionamento tóxico ou de sua luta interna, não é tão simples, mas não é impossível.

Primeiro é preciso compreender realmente o que está acontecendo dentro de você. É preciso dar um tempo, é preciso recuar e limpar-se para compreender-se. E o mais importante é compreender que a pessoa mais importante em sua vida chama-se VOCÊ!

Nada em sua jornada ocorreu ou ocorrerá sem você, já parou para pensar nisso? Já parou para imaginar que outras pessoas já estão desfrutando o que a vida tem de melhor, simplesmente pelo fato de começarem a se amar?

Compreender-se como um ser absolutamente importante neste Universo, eis a questão. Valorize-se, cuide-se, reinvente-se, não aceite menos, não tenha receio de dizer não e não tenha jamais medo de dizer sim.

Quando as situações estiverem complicadas aí dentro da cachola, lembre-se da única certeza que temos (vamos morrer!). Esse espaço de tempo que ainda nos resta é uma dádiva, você é um ser espetacular que merece desfrutar da felicidade, comece sendo feliz consigo, verás que o mundo estará mais brilhante, que as pessoas irão perceber algo em você que jamais haviam visto, mas não faça por elas, faça por você.

Ame-se somente assim poderás amar e ser amado(a).

Comentários do Facebook