Ações buscam recuperar e preservar fundos de vale

Ações buscam recuperar e preservar fundos de vale
A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal (Sema), segue com ações de recuperação e preservação de fundos de vale. Na manhã desta segunda, 2, as atividades se concentraram em área nas proximidades do Córrego Mandacaru, no Parque das Palmeiras. Servidores retiraram cerca e construção no local, usada para manter cavalos, será demolida. A transferência dos animais deve ser feita em cinco dias.
A Sema notificou as pessoas que ocupavam o local e deu prazo de 15 dias para apresentação de documentos que comprovem a propriedade da área. O secretário de Meio Ambiente, Ederlei Alkamin, destacou que mesmo com a comprovação de propriedade, a atividade de criação de animais está irregular. Baias e embarcadouro apontam o uso do local para a criação de animais.
“O córrego tem nascentes, o que aumenta para 50 metros a área de preservação e proíbe construções, pecuária e outras atividades afins. Os cursos de água devem ser preservados e os fundos de vale receberão cercamento para evitar o descarte de lixo e proliferação de mosquitos da dengue, escorpiões e zoonoses”, explicou Ederlei Alkamin. Ações semelhantes serão realizadas em todos os fundos de vale.
Em toda a extensão do Córrego Mandacaru serão instalados alambrados e calçamento, num total de quase 2.200 metros lineares. Na sequência, outras áreas localizadas em fundos de vale receberão o mesmo tratamento, num processo contínuo de recuperação e preservação não apenas de córregos, mas também de nascentes e matas ciliares (vegetação existente nas bordas de cursos de água).
fator37

Post Relacionado
Deixe um Comentário